Início

Mineirão

O Estádio Governador Magalhães Pinto, mais conhecido como Mineirão, é um estádio de futebol localizado em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Inaugurado em 1965, é o quinto maior estádio do Brasil, já tendo sediado cinco finais da Copa Libertadores, uma Copa Intercontinental e escolhido como uma das sedes da Copa do Mundo FIFA de 2014. Em 2003, foi tombado pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município de Belo Horizonte.

Em junho de 2014, tornou-se primeiro estádio brasileiro e o segundo do mundo a conquistar a categoria máxima de certificação ambiental Leadership in Energy and Environmental Design, concedida pelo Green Building Council Institute.

O Mineirão ficou marcado como o palco da maior derrota da Seleção Brasileira de Futebol, uma goleada de 7 x 1 da Alemanha na semifinal da Copa do Mundo FIFA de 2014, que ficou conhecida como Mineiraço.

O estádio é parte do Conjunto Arquitetônico da Pampulha, projetado por Oscar Niemeyer sob encomenda do prefeito Juscelino Kubitschek e construído entre 1942 e 1944. Em 17 de julho de 2016, o local passou a ser considerado um Patrimônio da Humanidade após reunião de membros da Unesco em Istambul, na Turquia.

Minas Arena

A Concessionária Minas Arena Gestão de Instalação Esportiva é responsável pela administração do Estádio Mineirão, localizado na Pampulha. A Minas Arena é uma sociedade de propósito específico, constituída pelas construtoras Construcap, Egesa e HAP Engenharia. A sociedade foi responsável pela execução das obras de reforma e modernização do estádio Mineirão, realizadas entre 2010 e 2012, tornando-se responsável pela operação do estádio por 25 anos.

A Companhia Energética de Minas Gerais ( Cemig ) e a Minas Arena apresentaram em junho de 2014 a usina solar que funciona no estádio. Foi a primeira vez que um estádio da Copa do Mundo usou este tipo de tecnologia para garantir o próprio fornecimento de energia elétrica, que foi gerada através de placas fotovoltaicas. A usina também conta com uma subestação própria e redes de alimentação conectadas ao sistema da Cemig. A energia extra produzida vai abastecer 1,2 mil residências, em Minas Gerais, visto que apenas 10% da energia gerada é utilizada no abastecimento do estádio.

Governador Magalhães Pinto

José de Magalhães Pinto foi um advogado, economista, banqueiro e político brasileiro com atuação em Minas Gerais, estado do qual foi governador e representou no Congresso Nacional. O estádio do Mineirão é denominado Governador Magalhães Pinto em sua homenagem.

Eleito presidente da Federação de Comércio de Minas Gerais, fez uma incursão pelo setor siderúrgico e presidiu o Sindicato Nacional dos Exportadores de Ferro e Metais Básicos. Advogado formado pela Universidade Federal de Minas Gerais figurou entre os opositores do Estado Novo ao assinar o Manifesto dos Mineiros dirigido ao presidente Getúlio Vargas em 1943 e em resposta foi afastado de todos os cargos e funções que ocupava sendo obrigado a fundar, no ano seguinte, o Banco Nacional.

Show no Mineirão

O Mineirão foi sede de inúmeros shows e festivais musicais. Os mais notáveis incluem Kiss em 1983, Menudo em 1985, RBD 2006 e os festivais Pop Rock Brasil e Axé Brasil. O estádio também foi cenário do clipe “É Uma Partida de Futebol”, do Skank, gravado antes de um Derby Mineiro válido pelo Campeonato Estadual, em 16 de março de 1997 ( o clipe mostra imagens tanto da partida em si quanto de um jogo preliminar organizado pelos músicos para o clipe ). Após a reinauguração em 2013, o estádio sediou shows de Elton John, Paul McCartney – a estreia da turnê Out There! Tour – RBD, Beyoncé e Pearl Jam, bem como nova edição do Axé Brasil. A esplanada também abrigou show do Black Sabbath, Foo Fighters, Los Hermanos, Iron Maiden, e os festivais Planeta Brasil 2014 ( com participação do Guns N’ Roses ) e Circuito Banco do Brasil 2014.

Mineirão Capacidade

Atualmente o Mineirão BH comporta 61.846 espectadores. A capacidade original do projeto era de 130.000 pessoas. Com as obras para a Copa do Mundo toda a mudança reduziria a capacidade do Mineirão de 75.783 espectadores para os atuais 61.846.

Maior público do Mineirão

O maior público presente em uma partida de futebol, na história do Mineirão, foi em 22 de junho de 1997, no jogo entre Cruzeiro e Villa Nova, válido pela final do Campeonato Mineiro. Com um público total de 132.834 pessoas presentes, registrou-se o recorde do estádio e também do estado de Minas Gerais. O público pagante foi de 74.857 pessoas.

O recorde de público pagante da história do Mineirão foi registrado em 4 de maio de 1969 no clássico entre Cruzeiro e Atlético, com 123.351 pagantes.

A partida de maior público da história da Libertadores da América envolvendo um time brasileiro pertence ao Mineirão: 106 853 pessoas giraram as catracas do estádio para assistirem a segunda partida da final de 1997 entre Cruzeiro e Sporting Cristal do Peru, que resultou na conquista da equipe brasileira pelo placar de 1-0 naquele jogo.

O recorde de público presente fora de um partida de futebol, foi em 14 de julho de 2001, na gravação do álbum Preciso de Ti, do grupo de música gospel brasileiro Diante do Trono, onde foram registrados mais de 210.000 pessoas presentes vindas de várias regiões do país e também de outros países no estádio para o evento.

Menor Público do Mineirão

O menor público do antigo mineirão foi em 1999 na partida entre Atlético – MG 2×1 Democrata GV com apenas 489 pagantes assistindo. Após a reforma o menor público ficou por conta do Cruzeiro e Atlético-PR com apenas 4.476 torcedores em 2016.

Maior Público do Novo Mineirão

Em 2013, após a reforma para atender os padrões da FIFA, no segundo jogo da final da Copa Libertadores da América de 2013, entre Atlético Mineiro e Olímpia, do Paraguai, foi registrada a maior renda da história do futebol sul-americano. Com público pagante de 56.557, a partida rendeu R$ 14.176.000,00. A média de R$ 250 por ingresso. Nesta partida, o Atlético sagrou-se campeão do torneio continental e a “administradora” do estádio Minas Arena ficou com cerca de R$ 6.976.000,00 da renda do jogo. No mesmo ano, em 10 de novembro, o recorde de público no “novo Mineirão” foi batido, no jogo pela 33ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O Cruzeiro goleou o Grêmio por 3 a 0 diante de um público de 58.113 torcedores dos quais 56.854 foram pagantes.

No dia 8 de julho de 2014, na semifinal da copa do mundo FIFA de 2014, quando a Alemanha goleou o Brasil pelo placar de 7 a 1, foi estabelecido um novo recorde com o público pagante de 58.141 pessoas.

Informações gerais

  • Apelido: Mineirão Gigante da Pampulha
  • Construção: 1964 e 1965
  • Inauguração: 5 de setembro de 1965 e 3 de fevereiro de 2013
  • Partida inaugural: Seleção Mineira 1×0 River Plate e Cruzeiro 2×1 Atlético/MG
  • Remodelado: 2010-2012
  • Administrador: Governo de Minas Gerais e Minas Arena